23 de set de 2010

Sexta tem encontro do CCCS.

Nessa sexta, 24 de setembro, tem encontro do Clube de Criação de Caxias do Sul, às 20h, no La Barra. Sócio do CCCS não paga entrada. Basta apresentar a carteirinha de Pé Roxo. Venha bater um papo com a gente e discutir questões referentes ao Clube.

Aproveite a oportunidade para se associar ao CCCS!

15 de set de 2010

Vaga Trio Propaganda.

A Trio Propaganda, no início de suas atividades em Caxias do Sul, seleciona Diretor de Arte para seu núcleo de criação.
Interessados enviar portfólio para:
marcelo@triopropaganda.com

14 de set de 2010

Vagas Fontana Comunicação.

A Fontana Comunicação está com vagas para as funções de:


- Diretor de Arte, com experiência


Precisa ter agilidade nos processos de trabalho, criatividade, espírito de equipe e bom relacionamento interpessoal.

É necessário conhecimento em Photoshop e CorelDraw (ou Ilustrator, ou InDesign).


- Redator / Planejamento


Requisitos Comportamentais: Feeling comercial, organização, boa comunicação / articulação, bom relacionamento interpessoal, respeito aos compromissos, simpatia e boa apresentação. Não fumante.

Preferencialmente com conhecimento em inglês.


Interessados enviar currículo com a vaga pretendida para:

andreia@fontanacomunicacao.com.br

3 de set de 2010

Ogilvy rescinde acordo com SLM.

Gilson Stork, diretor da SLM.

O presidente da Ogilvy Brasil, Sérgio Amado, anunciou nesta quinta-feira, 2, a decisão de rescindir o acordo operacional com a gaúcha SLM, em vigor desde 1995. A rescisão foi motivada pelo envolvimento da agência no escândalo de desvio de verba do Banrisul, revelado pela Polícia Federal do Rio Grande do Sul por meio da Operação Mercari. De acordo com a imprensa gaúcha, cerca de 80 policiais participam da operação nesta quinta-feira, cumprindo 11 mandados de busca e apreensão. A Polícia Federal deteve o superintendente de marketing do Banrisul, Walney Fehlberg, além de Gilson Stork, sócio e diretor geral da SLM, e Armando D’Elia Neto, diretor da DCS, que atendem a conta.

Os três foram presos em flagrante durante as buscas em suas residências, na sede do Banrisul e nas duas agências. Nestas diligências, a Polícia Federal apreendeu cerca de R$ 2 milhões em dinheiro sem origem identificada. O prejuízo causado à instituição financeira estatal gaúcha seria de R$ 10 milhões, nos últimos 18 meses.

Fonte: m&m online.