13 de abr de 2010

Brasil fechará 2010 como 6º maior da mídia mundial.

Se considerados os investimentos em mídia, o Brasil ocupou em 2008 a oitava colocação, atrás justamente das sete maiores economias do mundo, de acordo com levantamento do bureau de mídia GroupM, que pertence ao grupo WPP, o maior do mercado publicitário. E de acordo com as previsões mais recentes, o País deverá galgar mais duas posições até o final de 2010, ultrapassando Itália e França, ficando atrás apenas de, pela ordem, Estados Unidos, Japão, China, Alemanha e Reino Unido.

O GroupW levantou ainda o investimento que se faz em mídia per capita, o que demonstra que o Brasil tem muito espaço para crescimento. Os Estados Unidos investiram em 2008 US$ 518 para cada cidadão do país, enquanto o Brasil ficou com US$ 64 por cabeça, um número que deve saltar para US$ 78 até o final de 2010. No Japão, a média per capita chegou a US$ 407, contra US$ 27 da China. Mesmo sendo o terceiro maior mercado da publicidade, os asiáticos tem uma população de 1,3 bilhão, o que leva a média para baixo. Dentre os europeus, a Alemanha investe em média US$ 311, o Reino Unido outros US$ 343, a França US$ 256 e a Itália US$ 250.

No que tange à economia como um todo, dados da consultoria britânica Economist Intelligence Unit divulgados pelo jornal Folha de São Paulo nesta semana mostraram que o Brasil voltou a ser a oitava maior do mundo, de acordo com o PIB em dólares de 2009, que chegou a US$ 1,53 trilhão. Em 2007, o país estava na 10ª posição, atrás de Espanha e Canadá, e em 2008 chegou ao nono lugar. O ranking de PIB, segundo a Economist Intelligence Unit, é liderado por Estados Unidos, com US$ 14,26 tri, seguido por Japão (US$ 5,07 tri), China (US$ 4,91 tri), Alemanha (US$ 3,35 tri), França (US$ 2,68 tri), Reino Unido (US$ 2,19 tri) e Itália (US$ 2,12 tri). Atrás do Brasil estão Espanha, Canadá, Índia e Rússia.

Nenhum comentário: